Skip to main content Skip to secondary navigation
Main content start
Professor

Valter R. Silverio

O site tem por objetivo divulgar parte do trabalho desenvolvido ao longo das últimas duas décadas como Professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) relacionando de forma indissociável à minha vida profissional e pessoal.

O predomínio da lógica do trabalho desde a infância fez com que eu nunca pensasse de forma separada vida e trabalho. Assim, a vida escolar e, posteriormente, a docência universitária nos últimos 30 anos constituíram-se em espaço de vivências, experiências e aprendizados repletos de sentidos e valores que foram emprestados, negociados e partilhados com alunos, colegas de trabalho e amigos.

A organização sistemática das atividades desenvolvidas deu-se por ocasião do meu concurso para Professor Titular do Departamento e Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

O material disponibilizado, portanto, deve ser entendido como uma reflexão que considera desde as pesquisas em andamento, sendo a última realizada com o financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado São Paulo (FAPESP), durante 06 meses, junto ao Goldsmith College da Universidade de Londres em 2017. Ele, também,  representa uma espécie de trajetória profissional acadêmica na qual a observação e reflexão sobre os silêncios do passado, da agência histórica criativa da população negra, passaram a orientar minhas inquietações acadêmicas, sociais e políticas. Lembro-me de alguns momentos cruciais anteriores à pesquisa na Inglaterra como seguem:

Primeiro: durante o meu estágio de doutorado sanduíche na Northwestern University, em Chigaco, no período 1997-1998, com financiamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES), no qual, pela primeira vez, eu tive acesso privilegiado a uma biblioteca especializada, organizada por Melville Jean Herskovits, em 1954, na universidade acima mencionada. Este contato foi definitivo na constituição de uma tensão que tem me acompanhado desde então, por um lado, a necessidade de construir bases de informações e conhecimentos que dialoguem com as necessidades dos afro-brasileiros e com a diáspora africana em geral, por outro lado, a minha necessidade pessoal de formação e docência sintonizadas com as lutas sociais em direção a mudanças que façam diferença na vida de todos nós.

Segundo: as minhas viagens para o continente africano e asiático tiveram início em meados da primeira década do século XXI, em uma visita de trabalho a Cape Town, África do Sul, e foram seguidas por outras com o mesmo objetivo, para Trípoli (Líbia), Harare (Zimbawe), Acra (Gana), Adis Abeba (Etiópia), Luanda (Angola) e Yaoundé (Camarões), Tokio (Japão), Xiamen (China) cidades e capitais onde ocorreram reuniões, workshops que posibilitaram a organização e planejamento dos seguintes produtos que estão em execução:  1) Pedagogical Use of the General History of Africa; 2) A elaboração dos volumes IX, X e XI da História Geral da África. Nestes dois projetos foi a participação do Brasil, durante o governo Lula, que viabilizou inclusive monetariamente o desenvolvimento dos mesmos.

Terceiro: o conhecimento dos países africanos e a participação durante os últimos dez anos, cinco dos quais como vice-presidente do comitê científico para elaboração dos volumes IX, X e XI da História Geral da África, com foco na diáspora e da situação do continente africano frente a reorganização econômico e social mundial; minhas preocupações e reflexões voltaram-se inexoravelmente para temas como o transnacionalismo negro, o colonialismo, a diáspora africana.

O material representa parte do aprendizado adquirido transnacionalmente somado à experiência prática dos vários eventos que tive a oportunidade de participar no Brasil, sobre Negro e Educação e as novas possibilidades que abriram-se após a Constituição de 1988. Ele tem sido desenvolvido com base em uma variada pesquisa documental e bibliográfica, visitas a museus e exposições, tendo por referência um modelo de análise da historiografia negra, da memória estabelecida sobre os eventos relativos à organização política dos negros, durante o século XX, recorrendo aos termos Pan-Africanismo, internacionalismo e transnacionalismo negro e diáspora africana.

Contact